♡ Textinho: Inocência Perdida ♡

 

Olá amores! Perdoem-me pela ausência. Eu já devo ter mencionado que estou cursando Psicologia, e o final de semestre é sempre uma loucura - o que me apavora é lembrar que tudo vai ficar mais tenso depois. Mas francamente, eu posso dizer que minha vida tomou um rumo inesperado nesse tempo. Muita coisa aconteceu e algumas coisas se tornaram melhores, outras, piores. Tenho observado metodicamente tudo o que me cerca. Minha essência continua tendo intensos anseios. Na melhor das hipóteses, é melhor revirar os olhos e dizer: Ai, minha córnea. 

Meu bem, você vai sentir todo o impacto quando começar a ''viver de verdade''. Inocência perdida. Quando chegamos nessa fase, podemos perceber o quando este mundo pode ser sujo. E eu só consigo sentir nojo, mas muito nojo disso!
Pois bem, com a minha volta, eu pretendi trazer outro textinho, já que acho aconchegante procurar palavras e escrever metaforicamente sobre meus sentimentos. É exatamente assim que o fiz. A temática é uma mistura do que sinto - oh, e pretendo encaixar o trecho na minha fanfic. 

 

Corríamos à duas quadras e meia até que enfim paramos. Minhas pernas pesadas tremiam desajeitadas. Levei minhas mãos até os joelhos, apertando-os. Os olhos fechados levaram a cabeça para baixo, inclinando-a em seguida. Tons de desespero ainda soavam na minha mente, trazendo-me à memória os momentos antecedentes à fuga. A respiração rápida e curta sufocava-me. O ar frio daquela noite rasgava minha garganta. Arqueando levemente as sobrancelhas, busco acalmar-me, engolindo a saliva doce para diminuir aquela ardência. Concentro o olhar no sujeito à minha frente. Sim, era ele quem corria comigo. 

Imediatamente reparei seu fisiológico. Ele estava tão trêmulo quanto eu. Seu rosto sombreado pela luz da lua fez questionar-me sobre o que ele estava sentindo. Sua expressão não parecia tão apavorada, mas sim, uma mistura de adrenalina e sarcasmo. Seus olhos brilhavam como os de uma criança. O sorriso aberto deixava-lhe escapar sua respiração ofegante. Abaixo do nariz, um leve resquício de sangue. Ele esfregou o punho ali, sacudindo-o em seguida. Meu olhar seguiu os traços de suas mãos, os músculos rígidos avermelhados e as veias inchadas. 

Ele balançava as mãos freneticamente, tentando limpar o que sobrara da sujeira. Mas é impossível apagar as sequelas, ele sabia disso. Aquele esforço todo poderia ser em vão, mas o sarcasmo poderia aliviar o peso da consciência. E era o que o tornava completamente neurótico. Seus olhos encontraram os meus e ele continuou sorrindo, porém semicerrando os olhos, como se tentasse me interpretar. ''Ei'', eu ouvi ele soar.

A melodia de Swan Song invadia a minha mente. A batida insinuante, o violino, o soprano suave.
Eu voltava a sentir o corpo flácido quando recordava-me da dança, em que eu me debruçava sobre o seu corpo. Retirei a coroa de flores da minha cabeça, reparando na mais simples pureza das rosas. Segurei-as bem à frente, estendidas sobre as minhas palmas abertas. Meu olhar pesado desvairou-se para os seus profundos olhos insanos. ''Está tudo bem agora'', eu o ouvi mencionar mais calmamente. Meu olhar assustado parecia estar transmitindo algo à ele, como se implorasse pelo conforto de seus braços. 

Assustada, porém, salva. Eu estava ali graças à ele. Lancei-me em sua direção, agarrando-o e finalmente deixando as lágrimas saírem. Seu humor pareceu dissolver-se em pura empatia. Senti o calor da sua respiração no meu rosto. Ao olhá-lo nos olhos, arrepio-me com a sensação de estar segura, e baixinho eu sussurro: ''Me leve para casa''.


Se o texto ficou um pouco confuso, devo dizer, essa era a intenção, auehaue :3

♡ A Barbie é um Máximo ♡

 

Olá babies! Estou assistindo Thirteen Reasons Why, que, apesar de eu ter acompanhado apenas alguns episódios até agora, a série agradou-me muito. É raro eu acompanhar um seriado online então eu posso dizer que estou adorando. O ator principal é ótimo - quero ele pra mim, socorro, auehaue <3 

Eu sabia que o blog estava à um tempo sem postagens da Barbie, e eu finalmente a trouxe. Todos você sabem do meu amor incondicional à ela <3 Por motivos de nostalgia, aconchego e felicidade. Há momentos que a única coisa de que preciso é se sentar no sofá e assistir a algum dos seus filmes. Existem motivos para amar a Barbie! E existem coisas que podem motivar as pessoas a respeitar isso.

 

1. Desde 1959 - Sim, amores, a Barbie foi criada em 1959, a década em que Marilyn Monroe ainda estava viva, por isso já faz quase sessenta anos! O fato da boneca continuar em pleno sucesso prova que ela é um ícone. Abaixo, o logo antigo da Barbie e algumas características dela.


2. Influência vintage - Justamente por ela ser criada à muitas décadas atrás, existem muitas influências vintage sobre ela, como objetos colecionáveis - e se tem algo que eu amo, é influência vintage <3 Essa jaqueta e essa carteira por exemplo, ficaram no estilo indie - eu quero, socorro! Além dos gibis clássicos das décadas de oitenta. Você pode ver alguns exemplares deles aqui :3

 

3. Ken e amigas - A Barbie possui uma família, namorado e amigos, o que torna a personagem ainda mais amável - quero dizer, você pode escolher o seu preferido, euheu. As amigas principais, são as da imagem abaixo - na ordem, Barbie, Tereza, Summer, Nikki e Ken. A minha preferida sempre foi a Barbie, pelas suas personagens, é claro, mas principalmente pela minha fanfic, já que eu a descrevo em primeira pessoa e coloco muito de mim nela.


4. Bonecas - A maioria dos fãs preferem as bonecas do que qualquer outra coisa da Barbie. Já eu, ainda prefiro os filmes, auehue. Mas as bonecas são maravilhosas também, eu adoraria colecioná-las :3 A maioria das bonecas do Barbie Collector são destinadas para adultos. Para ver mais das minhas bonecas preferidas, clique aqui.


5. Filmes - A Barbie Entertainment já soma mais de 30 filmes lançados desde 2001, juntos eles já venderam mais de 150 milhões de cópias <3 Maior orgulho! E pra mim, eles são a melhor coisa que essa boneca pôde me oferecer. A melhor parte, é que existe uma coleção deles, cada um possui uma história maravilhosa e personagens marcantes. A Barbie já foi princesa, fada, sereia, bailarina, mosqueteira, artista... Filmes clássicos e filmes modernos. Isso gera uma boa diversidade.

 

6. Life in the Dreamhouse - Além dos filmes, em 2012 foi criada uma série para a Barbie, chamada Life in the Dreamhouse, que terminou com 74 episódios. A série foi muito amada pelos fãs da boneca, já que apresentava a vida cotidiana da Barbie, família e amigos na casa dos sonhos em Malibu.

 
 

7. Influências na moda - Muitos desfiles de moda foram feitos em homenagem à Barbie. No seu aniversário de 50 anos em 2009, por exemplo. As imagens abaixo são de um desfile da grife Moschino, que é bem parceira da boneca.

  
 
 

8. Fan arts incríveis - Os fãs da Barbie devem ser os melhores do mundo! Lembro de ter recebido uma vez uma mensagem da Lexie, dona de um Tumblr muito famoso da Barbie, em que ela dizia: ''Estamos aqui para espalhar amor'' awwn, gente. Existem muitas fan arts a respeito da comunidade LGBT, com os personagens da Barbie, e fica a coisa mais linda do mundo!

♡ Psicologia ♡

 
socorro gente, eu preciso fazer uma postagem da barbie

Olá amores! Francamente, não sei definir meus últimos dias. Meu estado emocional esteve muito instável, pois praticamente tudo me deixa aborrecida, mas ao mesmo tempo, momentos de sorriso não faltam. Me sinto estranha por isso. Por não saber exatamente o que pensar. Sinto o corpo flácido, muito sono e carência.

Eu já citei anteriormente que comecei a faculdade de psicologia. Estou sem tempo livre, já que trabalho e estudo, mas eu sempre darei um jeitinho para aparecer aqui, não se preocupem :3 E como prometido, aqui está uma postagem sobre as minhas primeiras impressões do curso, já que foi solicitado por parte dos leitores que eu relatasse a minha experiência. Ainda é cedo para dizer se psicologia é realmente a minha vocação, afinal, ninguém tem absoluta certeza do que quer, certo? Vários aspectos da minha vida estão voltados para esta disciplina e por enquanto, eu posso dizer que está bem agradável.

 

Sofrendo com toda aquela ansiedade inevitável no primeiro dia, eu caminhei campus adentro localizando o meu prédio e em seguida a minha sala. Morri de medo de ficar perdida, mas me preparei dias antes, procurando saber o local das minhas aulas. Na sala, estavam o coordenador do curso e os veteranos de psicologia. Eu fui abraçada e muito bem recebida por eles. Nos dois dias que se seguiram, tínhamos gincanas - e graças a Deus, os trotes são proibidos agora - No ginásio, juro que parecia que todos os alunos calouros se conheciam, menos eu. Meu Deus, como sempre eu parecia a única a não ter ninguém. Já teve a experiência de ficar totalmente sozinho enquanto todos os outros estão conversando? Foi horrível. Isso aconteceu durante o ensino médio e eu fiquei um ano e meio sozinha. Sério.

Mas aí, uma menina sentou do meu lado e nós começamos a conversar. Ela parecia tímida como eu, então, de certa forma eu fiquei aliviada. Não sei o que esperar da amizade, já que não ficamos juntas sempre. 

Todos os professores são muito legais - exceto por uma bruxa .-. Mas dizem que isso é apenas no primeiro semestre e que depois o bagulho começa a ficar mais sério. Ain, espero que não - medo. O conteúdo tem sido fascinante, principalmente quando os professores resolvem contar os seus casos. Eu fico que nem uma criança com a mão no queixo e os olhos brilhantes ao ouvir uma historinha :3 auehuae. Mas é muito interessante ouvir sobre psicopatologias também. Meu professor fez uma breve introdução sobre esquizofrenia e foi fascinante <3 

As matérias que tenho este semestre são: Anatomofisiologia: Por enquanto estamos estudando as células e as ligações entre os neurônios e a medula. Depois virá sistema cardiovascular e digestório. Temos aulas práticas também u.u
História da Psicologia: Estudo de alguns pensadores que contribuíram para o desenvolvimento da psicologia.
 Filosofia: Pensamento. Mais nada a declarar .-.
Processos Psicológicos Básicos: Sensação, percepção, consciência, atenção - por enquanto.
Métodos de Estudo: Intuito de orientar os alunos para os trabalhos acadêmicos.
 Genética: Hereditariedade e etc.

 Por enquanto, eu tive uma prova de Anatomofisiologia e tirei 9,3 - errei apenas uma questão u.u Espero que seja assim com Psicanálise também, dizem que não é fácil. Essa matéria, acredito que terei no segundo ou terceiro semestre, mas mesmo assim, já li um pouco sobre a vida de Sigmund Freud, o cara era demais: 
''Conta-se que em 24 de julho de 1895, sentado a uma mesa no lado nordeste do terraço de um restaurante Believue em Viena, Freud percebeu que a essência do sonho é a realização dos desejos. Seguindo a noção de que o gênio sempre se lisonjeia datando as suas próprias inspirações, Freud gracejou, dizendo que uma placa deveria ser construída naquele lugar: ''Aqui foi revelado ao Dr. Sigmund Freud, no dia 24 de julho de 1895, o segredo dos sonhos'' - História da Psicologia Moderna, Schutlz.  Que criativo ele gente, owwn <3

 

Bom, eu não posso dizer muio por enquanto. Está tudo bem - mentira - Mas temo não conseguir me adaptar - com os meus colegas e a disciplina em si. No trabalho, as coisas também andam bem cansativas. Já me mudaram de setor um monte de vezes, e ta sendo difícil sempre ''aprender de novo''. Faço umas coisas erradas que dá vontade de cavar um buraco e fugir. E a gente só vai levando né? Só vai.
Se quiserem saber mais, perguntem :3

♡ As Melhores Músicas de Cada Artista ♡

 

Olá amores! Sim, eu já comecei a faculdade de psicologia :P Admito que ainda é cedo pra dizer algo sobre o curso em si, mas eu espero de verdade que o estudo seja aconchegante e proveitoso - para de se iludir, Liih, faz favor - O problema de verdade é a falta de tempo. Gente, eu tenho apenas duas fucking horas de tempo livre ao dia. Isso é terrível. Não dá pra fazer nada, sério. E logo, esse pequeno espaço de tempo, eu terei de usar para estudar. Faz parte, não é? Mas lembrem-se que eu aparecerei aqui sempre que puder <3

Quem me conhece de verdade sabe que meus gostos são muito limitados, ou seja, eu não gosto de qualquer coisa. Geralmente, ouço as pessoas dizerem: Nossa, você não gosta de nada. Bom, auehaue, o que posso fazer? - sou mais eu u.u - Fiz uma listinha dos meus artistas preferidos e as melhores músicas deles.

 

 Lana Del Rey ♡
Melodia única e bela. Tão sentimental e carinhosa. Poética e sombria. 


1. Ride - Aplausos para a música indie mais linda de todas que você respeita <3 Ride sempre foi uma das favoritas, e ela com certeza ainda é a melhor música da Lana Del Rey pra mim. Tenho um grande apego à ela. Chorei muitas vezes ouvindo. O refrão me provocava sensações de conforto inexplicáveis. 


2. Summertime Sadness


3. Blue Jeans


4. Born to Die


5. Brooklyn Baby


6. High by the Beach


7. Love

Foi impossível escolher menos de sete vídeos, auehuae - maior orgulho dessa demônia <3 E eu tenho mais músicas dela pra indicar: Ultraviolence, Blackest Day, Shades of Cool, Freak, Dark Paradise, West Coast, Religion, Video Games, Off to the Races, Sad Girl, National Anthem e Young and Beautiful.

 

♡ Melanie Martinez ♡


1. Soap - Essa sempre vai ser a melhor música da Melanie, nem vem u.u Soap me fez amar a Melanie. Eu gosto muito do conjunto das notas e o sentimentalismo dela <3 Tem um som muito suave e aconchegante.


2. Pacify Her



3. Tag You're It


4. Alphabet Boy

 

♡ Ariana Grande ♡


1. Into You - A Ariana também tem um monte de música boa, socorro! Foi até difícil escolher a que ficaria por primeiro. Into You é uma das minhas preferidas porque é suave e dançante ao mesmo tempo.


2. Dangerous Woman


3. One Last Time 


4. Side to Side


5. Love me Harder

©